A borboleta

Pelo que se sabe existem diversos tipos de borboleta, com cores as mais variadas. Sinceramente não sei o nome de nenhuma, muito menos o nome científico de cada uma delas. Mas hoje quando estava na lavanderia do apartamento uma delas veio bem de lá distante, dançando, swingando, bailando pelo céu. Estava torcendo para que ela…

A rede furou

Hoje em um dos jornais do RJ estava lendo sobre o fato de que existem muitas pessoas deixando as redes sociais. De tempos em tempos esse assunto volta a tona. Porém, tenho aqui comigo que para cada dez que vão embora outros 15 retornam ou entram pela primeira vez. Eu sou um caso desses. Já…

Entre sair ou não, eis que me surge Lovecraft.

Sempre gostei muito de sair. Mas isso era antigamente, moço, solteiro e sem muitas preocupações. Hoje em dia prefiro ficar em casa. As baladas e badalações, já não me animam tanto, a ponto de deixar o aconchego de uma cama bem quentinha junto de um livro. O único problema – e talvez o maior de todos…

Demência, rivotril e o dia de nada.

Hoje é dia de nada. Não; mas isso não é possível, ainda mais em uma segunda-feira, como é que você pode vir me dizer uma coisa dessas. Eu vejo como dia de nada, não o dia do nada – que também poderia existir e seria ótimo (em um país como o nosso de tantos feriados,…

O que se há de fazer!

Existem algumas pessoas que possuem um rosto de “o que se há de fazer”. Poderiamos chamar esse rosto de estóico, niilista, ou simplesmente de “a face dos resignados” – o que me parece mais nome de western de sessão da tarde. Pessoas com esse rosto já não se abalam por pouca coisa. Acho que com…