Alento

Quando criança ouvia uma pequena caixa de música. era uma pequena catedral gótica, que até hoje não sei se existe em algum lugar. ela está em casa agora, e junto dela a lembrança de várias décadas atrás. a música nunca é cansativa. Talvez o único trabalho seja dar corda na caixinha para que toque. Logo nas primeiras notas o ambiente se modifica. Tudo fica rico de tranquilidade e alento.

A respiração fica mais devagar, e o local se torna contemplativo.  Quando para, sempre vem a vontade de dar mais corda, para que se possa supor que o tempo não existe, apenas a absorção do espírito nas coisas divinas.