Vontade

A vontade é mais do que necessária para se fazer algo, até aqui nada mais óbvio. Não vou me referir a Schopenhauer e o mundo como vontade e representação, mas falo daquela vontade diária de fazer as coisas, e principalmente da vontade que se deve encontrar em algum lugar quando o que se deve fazer não gera nenhum apreço e inspiração. apesar de não simpatizar nem um pouco com os verbos dever e ter, admito que as vezes não existe muita escapatória fora deles. Deve-se trabalhar, tem-se que trabalhar, deve-se ir a tal lugar, tem-se que ir a tal lugar. Particularmente só não admito os verbos ter e dever no sentido de obrigação que não foi feita, que pústulas de culpa criam. Você deveria ter feito isso. você teria que ter feito aquilo. a vontade de agir só irá subsistir sem esses dois verbos, e que deus os tenha por dever.