Os desgarrados sommeliers e degustadores

Hoje estava me lembrando da época de cursinho. E me lembrando que eu estava lá apenas por estar. Enquanto muitos já haviam decidido prestar Direito, Medicina, Engenharia, ou serem físicos, químicos e até infectologistas, eu estava as turras com as matérias e aquela chateação toda, tanto que pra variar e piorar a situação me sentava no fundo da sala. Do “fundão” para o bar foi questão de poucas semanas. Junto comigo todos os outros desgarrados e indecisos, tendo a cerveja como companhia. Ficávamos mais horas no bar bebendo e jogando conversa fora do que nas aulas. Até que chegou o tempo em que entrávamos na sala deixávamos o material e íamos direto para o bar, voltando somente na última aula para poder pegar as apostilas e ir embora pra casa. O mais engraçado é que mesmo semi (sic) bêbados conseguiamos entender a matéria portanto, até que depois não fomos tão mal no vestibular porém, jamais prestamos Medicina, Direito e congêneres – muito menos nos tornamos químicos ou infectologistas – e também nunca entramos em uma Universidade Pública, mas com certeza nos tornamos bons amigos e grandes sommeliers de vinho e degustadores de cerveja.