Cheiro

Nervoso. O corpo já não reponde mais. Exala mau cheiro; putrefação. Falta de ar. Deita-se na cama a noite para olhar o teto e tentar ver uma esperança não confiável, ela não existe mais. Um vizinho faz barulho, quem é? Eu sei, mas pouco me importo com sua vida cretina.

Com certo descuido deixo de lado a idéia de que a vida é bela e me avizinho de Guimarães Rosa: “Viver é perigoso”. Mas quando a vida ameaça faltar sempre se pede um mais, incauto, desprevenido e quiça imprudente.