¿Qué escribo?

As vezes fico longos períodos sem escrever, e gosto que assim o seja, quero tempo para ver e sentir o mundo. Antes de escrever quero viver, ser bon vivant, acompanhado ou não, isso não me faz a menor diferença. Clarice - Lispector - já disse certa vez que "escrever vale menos do que um cachorro... Continue lendo →

Aura

Um Volkswagen, fusca; tem aura. Let me show you. Certos objetos posuem aura. Um maço de Hollywood. Viva Las Vegas. Vá de taxi Capelinha. Agora é que são elas. Bandeira dois. Uma caneta Bic tem aura, tem plus. Secadores de cabelo e unhas pintadas de vermelho. Bilhete de ônibus, Criança com coleção de selo. Camiseta... Continue lendo →

De repente aconteceu na lembrança

Primeiro o desmaio, depois o susto; e num pequeno espaço de tempo lá estavam homens e mulheres em um corredor branco, de luzes mais brancas ainda. Outro susto. Onde será que estou! Com toda certeza desconfiava, mas tinha que me certificar com alguém. Não havia relógio no corredor, mas eu sabia que era hora do... Continue lendo →

Antepassados

Muitos já me precederam, não conheço todos os meus antepassados, apenas os mais próximos. Alguns podem ter sido marceneiros, carpinteiros, presidentes e até marginais. Só conheço apenas os mais próximos. Mas isso é erro, não devemos perder de vista nossos antepassados, muito menos esquecê-los pois, somente através deles podemos ter uma visão melhor do que... Continue lendo →

Há quanto tempo!

Realmente fico impressionado com a quantidade de tempo que estive longe daqui, e não deveria ser diferente. Óbvio que as circunstâncias não podiam ser das melhores, afinal um transplante não é qualquer coisa assim, como hoje me encontro sem nenhum controle sobre a mão esquerda que treme mais do que vara verde. Mas o que... Continue lendo →

O brejo, a web e o descartável.

  Acho que a internet é um pouco temperamental, talvez até sensível. Existem dias em que funciona como algo divino e maravilhoso , e noutros como uma carroça que não sai do lugar ( isso é o que está acontecendo hoje ). Mas e nos tempos em que ela não existia. Lá escrevia eu em... Continue lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑